Home

>

Janeiro Branco: é preciso falar sobre saúde mental

31 de janeiro de 2023

Por muito tempo, falar em saúde mental era falar apenas sobre tratamentos para atenuação de sintomas de transtornos ou sofrimentos mentais variados. Porém, com a popularização da internet e, consequentemente, das redes sociais, a discussão sobre a prevenção das doenças mentais vem ganhando mais espaço, embora de forma tímida. A campanha Janeiro Branco, idealizada por um grupo de psicólogos de Uberlândia (MG) em 2014, é dedicada ao incentivo para esse debate tão importante e, infelizmente, ainda tão estigmatizado em nossa sociedade.

Nos últimos anos, pudemos observar o número crescente de casos de depressões, fobias, violências e ansiedades. Dessa forma, a campanha visa mobilizar a sociedade a repensar a saúde de forma global, já que, atualmente, compreende-se que os sofrimentos psicológicos têm origem multicausal. Então, não é exagero dizer que pensar sobre sentimentos, relações interpessoais e relações de trabalho gera reflexões sobre formas de prevenção de doenças de cunho psicológico e promoção de qualidade de vida.

O tema da campanha neste ano é “A vida pede equilíbrio”. E é interessante observar que, após dois anos do período mais crítico da pandemia de coronavírus – em que muitos sofreram com distanciamentos sociais, perda de entes queridos, exposições prolongadas às notícias catastróficas, entre outros fatores – organizar nossas rotinas diárias pensando em promoção de saúde mental é pensar em uma reorganização de forma a buscar este equilíbrio diariamente. A prática regular de atividades físicas, alimentação e sono balanceados e relações interpessoais de trabalho e pessoais satisfatórias são um dos principais pilares para se manter saudável, mesmo frente aos desafios impostos diariamente, frutos de uma organização social marcada pelas desigualdades de gênero, raça e classe.

Isto posto, a busca por autoconhecimento se torna de extrema relevância e, não raro, a psicoterapia atua como um importante instrumento para o indivíduo encontrar espaço de acolhimento e compreender melhor seu lugar de ser e estar no mundo. Aprender a lidar melhor com adversidades e entender, como indivíduo, quais são os valores e ações significativas para a sua existência costumam trazer dinâmicas positivas para a vida de quem está atento e em busca desses movimentos, além de auxiliar a prática de ações mais conscientes e, por consequência, mais saudáveis.

Gracianny Bittencourt Machado,

Psicóloga

Especialista em Avaliação Psicológica

CRP 03/10336

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter

Itabuna

app henet

Na palma

da sua mão

Baixe agora o App:

CONECTAR COM A HE-NET É SÓ VANTAGEM!
Entre pro clube e ganhe descontaços da hora